• Prefeitura Porto Walter

Proposta da secretaria de educação de volta ás aulas é apresentada ao prefeito César Andrade

Ensino hibrido, com 50% de aulas remotas e 50% de aulas presenciais (com a opção somente de aulas remotas para quem preferir), turmas divididas, limite de ocupação de salas, distanciamento social, e uso obrigatório de máscara são algumas das propostas apresentadas pela Secretaria de Educação ao Prefeito César Andrade na manhã desta Quarta-feira, 10. O plano foi apresentado pelo Secretário Flávio Borges e pelas Coordenadoras de Ensino da Secretaria de Educação. As medidas estão definidas de acordo com o Decreto Nº7.225 de 05/11/2020 do Governo do Acre que dispõe sobre o retorno das aulas.



A Secretaria de Educação já planeja a continuidade do ano letivo de 2020, e o início do ano letivo de 2021, considerando o parecer do Conselho Nacional de Educação nº05/2020, que estabelece a reorganização do calendário escolar levando em consideração a possibilidade do retorno gradual das atividades.


“Não há uma previsão da data de aulas presenciais, estamos trabalhando a discussão desta retomada. É um momento delicado, mas já temos que elaborar o plano que poderá ser implementado ou não. Teremos o acompanhamento do Ministério Público, e do Comitê Estadual de Acompanhamento da Covid, junto ao Conselho de Educação, que deverão decidir se aprovam ou não. A retomada será feita quando os dados de saúde nos mostrarem que podemos iniciar”, explica o Secretário Flávio Borges.


O Prefeito César Andrade lembra do esforço conjunto que está sendo empreendido para minimizar os impactos da pandemia no município, e da preocupação com a questão pedagógica.


“O nosso esforço é conjunto, Prefeitura e Estado. Os órgãos é que irão decidir se aprovam ou não o Plano da Secretaria de Educação para esse retorno gradual”, esclarece o Prefeito.

Além da definição do modelo híbrido, com a permanência das aulas à distância até o final do ano letivo, da limitação do número de estudantes e de como isso será dividido, Flávio Borges lembra ainda, o escalonamento da entrada e saída dos alunos, a aferição da temperatura em dois momentos distintos do período escolar, a limitação de 50% da capacidade do transporte escolar a desativação dos bebedouros e a obrigatoriedade do uso de máscaras, que devem ser trocadas a cada duas horas.



Assessoria de Comunicação.

0 comentário